Donna Summer La Dolce Vita

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Diretor Steven Spielberg prevê "implosão" da indústria cinematográfica

O cineasta Steven Spielberg disse nesta quarta-feira (12) que uma "implosão" na indústria cinematográfica é inevitável, bastando que alguns filmes de US$ 250 milhões vão mal nas bilheterias para que a produção seja alterada "para sempre".
Segundo o diretor, o que acontecerá depois disso será uma diferença de preço na hora de comprar o ingresso para cada filme.
"Você terá que pagar US$ 25 para ver o próximo filme do Homem de Ferro, mas apenas US$ 7 para ver 'Lincoln'", afirmou, em referência ao seu próprio longa.
O diretor Steven Spielberg
As declarações foram feitas na Universidade do Sul da Califórnia, num envento em que, além de Spielberg, estava presente George Lucas, criador da série "Star Wars" --que concordou com o que disse o colega.
Para Lucas, mudanças grandes estão para chegar na indústria cinematográfica. Uma delas seria a transformação da exibição de filmes para algo mais parecido com o que a Broadway é hoje. O cineasta disse que menos filmes serão lançados, mas ficarão em cartazes por cerca de um ano, enquanto o preço dos ingressos será bastante aumentado.
Os dois diretores explicaram aos alunos da universidade que, atualmente, até mesmo cineastas jovens talentosos têm dificuldades em produzir filmes.
Para Spielberg, as ideias dos diretores mais novos são "ousadas demais" para o cinema. Já Lucas lamentou que os custos de marketing de um filme sejam excessivamente altos, o que leva os cineastas a fazerem filmes para as massas, ignorando as audiências de nicho.
Nesse sentido, segundo Lucas, a televisão por assinatura é "muito mais aventureira que o cinema atualmente".
Spielberg concluiu dizendo que, por isso, filmes como "Lincoln" devem migrar em breve para a televisão --e revelou que seu longa quase foi negociado com a HBO para se tornar um telefilme. http://www1.folha.uol.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário