Donna Summer La Dolce Vita

domingo, 18 de maio de 2014

Donna Summer - "State Of Independence" (1982 / videoclip)

DONNA SUMMER - The Woman In Me

Donna Summer - Love Is in Control (Finger on the Trigger)

Álbum Donna Summer 1982







Donna Summer é o décimo álbum de estúdio da cantora americana Donna Summer , lançado em 1982 , e é atualmente fora de catálogo. Ele apresentava o Top 10, indicado ao Grammy " "Love Is in Control (Finger on the Trigger)" single ".
Tendo deixado Casablanca Records , com quem ela tinha tido alguns dos maiores sucessos de venda e mais populares da era disco nos anos 70, Donna Summer agora tinha assinado com a  Geffen Records em 1980 e continuou a trabalhar com Giorgio Moroder e Pete Bellotte , com quemescreveu a grande maioria de seus hits. No entanto, o dono do selo David Geffen tinha se decepcionado com o último desempenho gráfico de The Wanderer , álbum de estréia de Donna Summer pela Geffen e ao invés de liberar o seguimento; I´m A Rainbow que Summer  tinha gravado com Moroder / Bellotte,  a Geffen resolveu arquivar o projeto anterior e  gravar um novo álbum de Donna Summer com Quincy Jones, de quem daria um crédito na  produção - Já que Quince Jones já vinha obtendo ótimos resultados  em seus trabalhos com Michael Jackson principalmente em torno das paradas  de sucessos -  A Geffen achou que poderia garantir um sucesso comercial. O resultado final foi o álbum intitulado Donna Summer  que foi lançado em julho de 1982 trazendo uma Donna totalmente repaginada mais para os críticos mais exigentes não agradou muito já que Donna s tinha se firmado com um gênero mais eletrizante e o novo álbum não era tão empolgante.  E foi a primeira vez que a cantora tinha trabalhado com um produtor diferente. Moroder e Bellotte desde 1974, salvo para a faixa one-off " de Down Deep Inside (Theme from "The Deep") ", que foi produzido por John Barry para o filme the Deep , e os No More Tears (Enough is Enough) dueto com Barbra Streisand, que foi co-produzido por Gary Klein de The Entertainment Company . O álbum Donna Summer dava impressão de trazer uma Donna mais independente e madura,  já que o rótulo de sex simbol de antes  deixava a mesma um pouco aprensiva.
Desde a era disco, o trabalho de Donna Summer havia coberto uma variedade de gêneros musicais e este álbum não foi exceção. Ele tinha uma forte tendência de soul e R & B de antigas influências, e contou com uma variedades de estilos como, "  "(If It) Hurts Just a Little" e uma versão de Jon e Vangelis " State of Independence ", que contou com um mega coro de estrelas .E Rock com a canção de Bruce Springsteen "Protetion"; a pista havia sido planejado como um dueto Donna Summer / Bruce Springsteen, mas esse conceito foi abandonado. O álbum concluído com a balada jazzistica de Billy Strayhorn de padrão " Lush Life ".
Vários compositores muito deles  populares foram usados ​​neste álbum. Assim como o já mencionado Springsteen e Vangelis, Quincy Jones  contribuiu para a escrita, assim como outros nomes como Rod Temperton , Merria Ross, John Lang, Richard Page , Bill Meyers, Michael Clark, John Bettis , Jon Anderson , David Foster , Steve Lukather , Michael Sembello, Dan Sembello e David Batteau. Isso fez com que o maior número de compositores nunca tivessecontribuido tanto para um álbum de Donna Summer.
Summer chegou a declarar que este álbum foi um dos mais difícies de sua carreira e muito desfiador já que na época estava grávida da sua segunda filha Amanda. E também ela encontrou no produtor Quince jones um tom exagerado de muita exigência que a deixou um pouco apavorada pois tudo era novo e ao mesmo tempo inovador pois muitas das canções eram muito desafiadoras para Donna summer. As vezes eu presentia que o álbum não era de summer e sim de Jones.
O  álbum Donna Summer foi lançado 19 julho de  1982 com um single único: " "Love Is in Control (Finger on the Trigger) "tendo sido emitidos seis semanas antes.  Este mesmo sucesso atingiria o pico entre os # 10  mais da Billboard Hot 100 em setembro de 1982, quando o álbum Donna Summer  chegaria ao nº 20 na Billboard ; subsequentes outros singles do álbum: " State of Independence "e" The Woman in Me ", que, respectivamente, atingiu o pico no Hot 100 na posição # 41 e # 33, não conseguiram emplacar bons resultados para o álbum.
Em última análise, o álbum Donna Summer ficaria a quem de seu objetivo de restaua cantora Donna Summer do nível de estrelato que tinha alcançado na década de 1970: ""Love Is in Control (Finger on the Trigger) ..." teria o menor resultado no  Hot 100 pico de um single de um álbum de material novo de Donna Summer desde 1977 e o  n º 20  pico  de álbum de  Summer evidenciando uma nova queda na popularidade da cantora no hit paarade. Desde sua estréia na década de 1980 com The Wanderer , cujo n º 13  tinha decepcionado David Geffen a ponto de suprimir I´m A Rainbow a instigar Donna Summer para um novo projeto em parceria com a produção de Quincy Jones para um álbum tão diferente e até mesmo inovador. Ironicamente Donna Summer seria  mais bem sucedida  anos 80 onde bateu record de venda e de paradas com She Works hard For The Money que foi preterido para a liberação por David Geffen para ser lançado pela Mercury Records  onde os resultados foram mais evidentes e até evidenciando que foi um erro de Donna Summer assinar com Geffen visto que este contrato contribuiu bastante para o declínio de sua credibilidade diante de outras gravadoras que perderam o interesse por Donna Summer ao longo dos anos 90.
"Love Is in Control (Finger on the Trigger)..." fez representar um retorno considerável para Summer nas paradas de R & B com um # 4 posição proporcionando a cantora seu quinto Top 5 R & B hit. Summer também alcançou o top 20 britânico  "Love Is in Control (Finger on the Trigger) ..." e "State of Independence" com essas faixas tanto alcançando o Top Ten na Holanda - pelo respectivamente # 6 e # 1 - onde "The Woman in Me "alcançou a posição # 7. Numa versão lado B na inglaterra de ""Love Is in Control (Finger on the Trigger) ..." apareceu a canção  "Sometimes Like Butterflies", de Bruce Roberts.

Tracks
Side one
No. Title Writer(s) Length
1. "Love Is in Control (Finger on the Trigger)"   Quincy Jones, Merria Ross, Rod Temperton 4:18
2. "Mystery of Love"   John Lang, Bill Meyers, Richard Page 4:25
3. "The Woman in Me"   John Bettis, Michael Clark 3:55
4. "State of Independence"   Jon Anderson, Vangelis 5:50
Side two
No. Title Writer(s) Length
5. "Livin' in America"   David Foster, Jones, Steve Lukather, Donna Summer, Temperton 4:41
6. "Protection"   Bruce Springsteen 3:35
7. "(If It) Hurts Just a Little"   David Batteau, Dan Sembello, Michael Sembello 3:52
8. "Love Is Just a Breath Away"   Foster, Summer, Temperton 3:55
9. "Lush Life"   Billy Strayhorn 6:26


Lançamentos 19 de julho de 1982
Gravado 1981-1982
Gênero R & B , dança , rock
Gravadora: Geffen
Produtor Quincy Jones

Donna Summer - To Turn The Stone VEJAM O QUE É UMA VERDADEIRA CANTORA DE ROCK!, DONNA SUMMER NUMA VERSÃO BEM A U2.

Donna Summer - True Love Survives

Donna Summer-I'm a Rainbow-1981

Donna Summer I´m A Rainbow 1981 (cancelado pela Geffen) lançado em 1996 pela Mercury


I´m A Rainbow foi  o nono álbum de estúdio (terceiro álbum duplo) registrado por Donna Summer . Gravado em 1981 , mas arquivado, onde seria lançado até 1996. Também em 1996, ele não conseguiu traçar qualquer lugar de destaque. No entanto, Allmusic deu ao álbum uma crítica positiva.
Depois de fazer sua fama como a mais importante artista feminina da era  disco  na década de 1970, Donna Summer tinha assinado  com a Geffen Records em 1980 e lançou a nova onda  de estilo new wave  no álbum  The Wanderer . I´m A Rainbow, foi um álbum duplo,  definido para ser o seu próximo trabalho (Summer ganhou muito sucesso durante os anos 1970, com álbuns duplos). No entanto a Geffen estava descontente com o fraco sucesso de Donna no seu  último álbum  e insistiu que a gravadora de Summer rompesse com Giorgio Moroder e Pete Bellotte , que havia produzido e co-escrito,  a maior parte dos sucessos de Donna Summer desde o início da década de 1970. Ela agora aparecia com um novo  produtor Quincy Jones e começariam  a trabalhar em 1982 com um novo álbum em substituição a I´m A rainbow intitulado Donna Summer.

Ao longo dos anos, as músicas de I´m A Rainbow foram lançadas em outras compilações.

"Highway Runner" apareceu na trilha sonora de rápidos tempos em Ridgemont High em 1982.
"Romeo" apareceu em 1983 na trilha sonora de Flashdance  .
A faixa-título (escrito pelo marido de Summer, Bruce Sudano ), e um remix de " Don´t Cry For Me Argentina "de Evita na compilação álbum 1993 The Donna Summer Anthology .
Enquanto a música dançante foi um tema em todo o álbum, este foi combinação de vários estilos musicais diferentes, e é um dos mais diversos álbuns de Donna Summer. Estilos explorados típicos do anos  80 de Brit synthpop como The Human League e Duran Duran , pop / rock e baladas. Ele incluiu um dueto com Joe "Bean" Esposito, escrevendo créditos de Harold Faltermeyer , Keith Forsey , Sylvester Levay , o marido de Verão Bruce Sudano , bem como Summer / Moroder / Bellotte.

Cópias piratas do álbum circulou entre os fãs durante anos antes de o álbum completo fosse finalmente lançado pela Mercury Records , uma divisão da Polygram , em 20 de agosto de 1996. A arte do álbum original, no entanto, não pôde ser localizado, pois o projeto foi cancelado e não havia nenhum título da obra feita para o álbum cancelado. As faixas ouvidas no álbum lançado são na sua maioria em fase demo, uma vez que o projeto foi arquivado, e no momento em que Harold Faltermeyer disse apenas algumas faixas foram realmente terminado.


Várias das canções arquivado foram licenciados para outros artistas. "I Believe in You" final de 1981,  Anni-Frid Lyngstad de ABBA gravou "To Turn the Stone" (produzido por Phil Collins ) para seu solo de 1982 album alguma coisa está acontecendo  - que também foi incluído no Joe "Bean" Esposito e 1983 álbum de Giorgio Moroder Solitary Men . O pianista Helen St. John também coberto "Stone", bem como a faixa "Melanie" sob um novo nomear "Imagens" no seu álbum de 1982, produzido por Moroder. Amii Stewart gravou "You to Me" e "Sweet Emotion" para o seu álbum auto-intitulado do mesmo ano .

Gravado 1981 pela Geffen
Produtor Giorgio Moroder, Pete Bellotte e
Harold Faltermeyer
Gênero R & B , de dança , de rock , new wave
Lançado: 1996 pela Mercury
Crítica: Fonte Classificação
Allmusic 4/5 estrelas

Tracks
1. "I Believe (In You)" (Duet with Joe Esposito) Harold Faltermeyer, Keith Forsey 4:31
2. "True Love Survives"   Pete Bellotte, Donna Summer 3:38
3. "You to Me"   Bellotte, Sylvester Levay 4:40
4. "Sweet Emotion"   Bellotte, Levay 3:45
5. "Leave Me Alone"   Faltermeyer, Forsey 4:06
6. "Melanie"   Giorgio Moroder, Summer 3:40
7. "Back Where You Belong"   Faltermeyer, Forsey 3:53
8. "People Talk"   Moroder, Summer 4:16
9. "To Turn the Stone"   Bellotte, Moroder 4:21
10. "Brooklyn"   Bellotte, Levay, Summer 4:36
11. "I'm a Rainbow"   Bruce Sudano 4:07
12. "Walk On (Keep on Movin')"   Bellotte, Moroder 3:51
13. "Don't Cry for Me Argentina"   Tim Rice, Andrew Lloyd Webber 4:29
14. "A Runner With the Pack"   Bellotte 4:08
15. "Highway Runner"   Moroder, Summer 3:29
16. "Romeo"   Bellotte, Levay 3:19
17. "End of the Week"   Bellotte, Levay 3:39
18. "I Need Time"   Bellotte, Moroder, Summer 4:2