Donna Summer La Dolce Vita

domingo, 16 de novembro de 2014

DONNA SUMMER - LAST DANCE

DONNA SUMMER / DELUXE EDITIONS + LIMITED VINYL AND CD BOX SETS

Cds Box

Vinyl Box

DONNA SUMMER / DELUXE EDITIONS + LIMITED VINYL AND CD BOX SETS
Você pode comprar estas magnificas coleções da Donna Summer  no site: www.amazon.com

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Donna Summer - McArthur Park Live at Night Of The Proms.mpg

Donna Summer & Seal - Unbreak My Heart/ Crazy/ On The Radio

Donna Summer - The Queen Is Back

Donna Summer - Carry on

Donna Summer - Work That Magic

Love is Just a Breath Away Donna Summer

Looking Up Donna Summer

Donna Summer - Oh Billy Please

Donna Summer - Take me

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Dave Koz / Donna Summer / A Whole New World

Donna Summer - Take Heart

Donna Summer - Dreamcatcher

10-11 - "I Cannot Be Silent" - Child of Promise Donna Summer and Crystal Lewis

05-06 Donna Summer - "When the Dream Never Dies" - Child of the Promise

My Prayer For You / Donna Summer

Barbra Streisand - People

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Ailton Graça encarnou a Diva Donna Summer no capítulo de terça da novela Império



Xana (Ailton Graça) realizou o seu grande sonho! O cabeleireiro finalmente se apresentou encarnando sua grande inspiração, Donna Summer, com direito a uma fantasia cheia de glamour. E o ator Ailton Graça arrasou na pele do personagem. Para conseguir dar esse show sensacional, ele precisou suar muito a camisa. Junto ao coreógrafo Marcelo Kaufmann, Ailton fez vários ensaios antes da gravação da cena e se divertiu bastante aprendendo a coreografia inspirada na diva da disco music a super Donna Summer. Você pode assistir o vídeo no site do www.gshow.com .

sábado, 20 de setembro de 2014

Homenagem do Blog The Best Singer Donna Summer àquele que acreditou que Donna Summer poderia voar mais alto. O grande ator, cantor e compositor Paul Jabara. Que ao compor a canção Last Dance poderia ter dado a sua grande amiga Barbra Streisand, mais como todo o jovem no auge da disco music era apaixonado pela diva Donna Summer. Ele percebeu que a música era perfeita para Donna e foi isso que aconteceu La Summer conquisou um Oscar de melhor canção para Last Dance e ainda um Globo de Ouro. Façanha esta que colocaria Donna Summer de vez na galeria da fama internacional. Obrigado Paull! Curtam agora um grande momento dos amigos que encantaram o mundo na era disco com Never Loose (Duet) PAUL JABARA & DONNA SUMMER

Uma das canções mais famosas de Donna Summer Hot Stuff já está familiarizada dos telespectadores das novelas Boogie Oggie e Império da Rede Globo. Tudo indica que a canção fará parte das trilhas sonoras de ambas as novelas. Um pouco de falta de imaginação dos responsáveis pelas trilhas sonoras, vale ressaltar que a Donna Summer tem um vasto repertório que poderia ser utilizado e não uma única canção. Por exemplo Last Dance se encaixaria perfeito na novela das seis pois é 1978 o ano em que se passa a novela. Pois a canção Hot Stuff é de 1979 e teve grande sucesso no Brasil em 1980. DONNA SUMMER - HOT STUFF (1980)

DONNA SUMMER NEWS







Caixa com 7 cds de Donna Summer




A Rainha da Discotecas Donna Summer está de volta agora em uma caixa especial com sete relançamentos dos álbuns dos anos 80  mais desejados pelos fãs. Os fãs mais ortodoxos da brilhante Era Disco ainda pode optar pela caixa contendo sete vinis. Desta vez sua discoteca ficará completa com a discografia mais esperada pelos fãs mais fiéis da grande diva da era disco Donna Summer. Lançamento previsto para dezembro. Alarcon.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

sábado, 13 de setembro de 2014

Donna Summer Biografia e Discografia



Donna Summer

Biografia  e Discografia


Donna Summer, (31 de dezembro de 1948 - 17 de maio de 2012), foi uma cantora pop norte-americana mais conhecida por suas gravações em estilo disco dos anos 70, que deram a ela o título de Rainha da Disco.

Summer foi um caso raro na cena disco’, pois sua carreira iniciou-se antes da “explosão” daquele estilo, e continuou após aquela fase. Apesar de ela ser uma das mais conhecidas artistas da “Era Disco’”, seu repertório incluiu diversos gêneros, incluindo “rhythm’n blues” e rock, tendo ganho prêmios “Grammy” nestas categorias. Seu trabalho ainda é aplaudido pela crítica e ela permanece como uma das poucas artistas da Era Disco’ ainda aceitas pela crítica atual.

Nascida como LaDonna Adrian Gaines em Boston, Massachusetts, Summer começou cantando no coral da igreja que freqüentava. Mais tarde juntou-se a um grupo de rock chamado The Crow. Poucos meses antes de concluir o ensino médio, Summer deixou o curso e se juntou à produção alemã do musical Hair. Posteriormente mudou-se para a Europa, participando de vários musicais.

Após mudar-se para Munique, Alemanha, Summer casou-se com Helmut Sommer (“Summer” é uma anglicização do nome “Sommer”) e trabalhou em vários musicais e teatros. Em 1971, lançou a música “Sally Go ‘Round the Roses”, seu primeiro trabalho solo, sem sucesso. Após conhecer Giorgio Moroder e Pete Bellotte, lançou seu primeiro LP, Lady of the Night em 1975, com algum sucesso na Europa. Sua música Love to Love You Baby foi um grande “hit” no continente. A gravadora Casablanca Records começou a distribuir o álbum nos EUA, tornando-a uma sensação por lá também. Em seguida surgiu uma versão de 17 minutos de Love to Love You Baby aclamada pela crítica, e que estabeleceu um padrão hoje conhecido por “extended mix”: versões extensas voltadas para pistas de dança.

Continuando a trabalhar com Moroder and Bellotte, surgiu o disco Love Trilogy em 1976 e, no mesmo ano, o álbum conceitual Seasons of Love. O trabalho seguinte, I Remember Yesterday (de 1977) incluía o sucesso “I Feel Love”, a primeira música de sucesso com acompanhamento inteiramente feito por sintetizador. Esta música, de enorme sucesso, influenciou o desenvolvimento da “disco’ music” e do techno, graças às inovações introduzidas por Moroder.

Once Upon a Time foi lançada pouco depois de I Remember Yesterday; foi novamente uma produção conceitual, tendo como tema o conto de fadas Cinderela. Depois de atuar (e ganhar um Grammy pela trilha sonora) na comédia Thank God It’s Friday (“Ainda bem que é sexta-feira”), Summer lançou um álbum ao vivo, Live and More com outro enorme sucesso: MacArthur Park. Seu talento como compositora apareceu em Bad Girls (1979), e também em “Hot Stuff”, ganhadora de outro Grammy. A música On the Radio, também de 1979, chegou a n-o 1 nas paradas americanas. Neste ano, gravou também um dueto com Barbra Streisand na música Enough is Enough.

Summer então decidiu deixar a gravadora Casablanca e assinar com a Geffen Records. Seu primeiro álbum pela Geffen foi The Wanderer, de 1980, que incluía influências do R&B e do rock. O álbum seguinte, I’m a Rainbow, só foi lançado em 1996 pois a Geffen não acreditava que fosse bom. Ao invés disso, a Geffen fez com que Donna Summer deixasse Moroder e Bellotte, seus compositores de longa data, e tivesse como produtor Quincy Jones, no álbum seguinte, “Donna Summer”, o qual teve os sucessos “Love is in Control (Finger on the Trigger)” e “Woman in Me”. Teve ainda a música de Vangelis chamada “State of Independence” com estilo New Age.

Summer continuou o trabalho com a Geffen, lançando em seguida She Works Hard For the Money. Sua carreira começou a declinar nos anos 80, até que em 1989, com a colaboração de Stock Aitken Waterman no disco “Another Place and Time”, surgiu o hit “This Time I Know It’s For Real”.

Nos anos 90, Summer continuou a trabalhar e a produzir vários sucessos dançantes, como “Melody Of Love” e uma versão de “Con Te Partirò”, de Andrea Bocelli, chamada “I Will Go With You”. Vários remixes de músicas suas têm sido lançados, assim como compilações.

A rainha da disco music, Donna Summer, morreu na manhã desta quinta-feira (17/5/2012) depois de uma batalha contra o câncer.


Principais álbuns

* 1974 Lady of the Night (Países Baixos/Bélgica/Alemanha)
* 1975 Love to Love You Baby (No. 8 EUA, No. 11 R.U.)
* 1976 Love Trilogy (No. 18 EUA, No. 26 R.U.)
* 1976 Four Seasons of Love (No. 22 EUA)
* 1977 I Remember Yesterday (No. 9 EUA, No. 1 R.U.)
* 1977 Once Upon a Time (No. 16 EUA, No. 18 R.U.)
* 1978 Live and More (No. 1 EUA, No. 7 R.U.)
* 1979 Bad Girls (No. 1 EUA, No. 5 R.U.)
* 1980 The Wanderer (No. 4 EUA, No. 25 R.U.)
* 1982 Donna Summer (No. 10 EUA, No. 13 R.U.)
* 1983 She Works Hard for the Money (No. 3 EUA, No. 10 R.U.)
* 1984 Cats Without Claws (No. 24 EUA, No. 30 R.U.)
* 1987 All Systems Go (No. 20 EUA)
* 1989 Another Place and Time (No. 2 EUA, No. 4 R.U.)
* 1991 Mistaken Identity (No. 72 EUA, No. 50 R.U.)
* 1994 Christmas Spirit
* 1996 I’m a Rainbow (originalmente gravado em 1981)
* 1999 Live and More… Encore (No. 14 EUA, No. 20 R.U.)
* 2008 Crayons

Compilações

* 1978 Greatest Hits (No. 4 R.U.)
* 1979 Greatest Hits On the Radio Vol. I & II (No. 1 EUA, No. 24 R.U.)
* 1980 Walk Away: Collector’s Edition (No. 29 EUA)
* 1885 The Summer Collection
* 1987 The Dance Collection
* 1990 The Best of Donna Summer (No. 12 R.U.)
* 1993 The Donna Summer Anthology
* 1994 Endless Summer (No. 37 R.U.)
* 1998 Greatest Hits
* 2003 The Journey: The Very Best of Donna Summer (No. 111 EUA, No. 6 R.U.)
* 2005 Gold

Singles

* 1971 Sally Go ‘Round the Roses
* 1974 Denver Dream
* 1974 The Hostage
* 1974 Lady of The Night
* 1975 Love to Love you Baby (No. 2 EUA, No. 4 R.U., No. 1 EUA Dance)
* 1976 Could It Be Magic (No. 28 EUA, No. 40 R.U., No. 1 EUA Dance)
* 1976 Try Me, I Know We Can Make It (No. 32 EUA, No. 1 EUA Disco)
* 1976 Wasted/Come With Me (No. 1 EUA Disco)
* 1976 Spring Affair (No. 26 EUA, No. 1 EUA Disco)
* 1976 Winter Melody (No. 16 EUA, No. 27 R.U.)
* 1977 Down Deep Inside (Tema de The Deep) (No. 18 EUA, No. 5 R.U., No. 3 EUA Dance)
* 1977 I Remember Yesterday (No. 14 UK, No. 1 EUA Dance)
* 1977 Can’t We Just Sit Down (No. 20 EUA)
* 1977 I Feel Love (No. 6 EUA, No. 1 R.U., No. 1 EUA Dance)
* 1977 Love’s Unkind (No. 3 R.U., No. 1 EUA Disco)
* 1977 Once Upon a Time (No. 1 EUA Disco)
* 1977 I Love You (No. 20 EUA, No. 10 R.U.)
* 1978 Back In Love Again (No. 29 R.U.)
* 1978 Last Dance (No. 4 EUA, No. 51 R.U., No. 1 EUA Dance)
* 1978 MacArthur Park (No. 1 EUA, No. 5 R.U., No. 1 EUA Dance)
* 1978 Rumour Has It (No. 32 EUA, No. 19 EUA)
* 1979 Bad Girls (No. 1 EUA, No. 11 R.U., No. 1 EUA Dance)
* 1979 Dim All the Lights (No. 2 EUA, No. 29 R.U., No. 54 EUA Dance)
* 1979 Sunset People (No. 46 R.U.)
* 1979 No More Tears(Enough Is Enough) (com Barbra Streisand) (No. 1 EUA, No. 3 R.U., No. 1 EUA Dance)
* 1979 Heaven Knows (No. 4 EUA, No. 34 R.U., No. 1 EUA Dance)
* 1979 Hot Stuff (No. 1 EUA, No. 11 R.U., No. 1 EUA Dance)
* 1980 On the Radio (No. 3 EUA, No. 32 R.U., No. 8 EUA Dance)
* 1980 Walk Away (No. 21 EUA)
* 1980 The Wanderer (No. 3 EUA, No. 48 R.U., No. 8 EUA Dance)
* 1981 Cold Love (No. 31 EUA, No. 44 R.U.)
* 1981 Who Do You Think You’re Foolin’ (No. 40 EUA)
* 1982 Love Is In Control (Finger On the Trigger) (No. 10 EUA, No. 18 R.U., No. 3 EUA Dance)
* 1982 State of Independence (No. 19 EUA, No. 14 R.U.)
* 1982 I Feel Love (remix) (No. 21 R.U.)
* 1983 She Works Hard For the Money (No. 3 EUA, No. 25 R.U., No. 3 EUA Dance)
* 1983 Unconditional Love (No. 41 EUA, No. 14 R.U.)
* 1983 The Woman In Me (No. 33 EUA, No. 62 R.U.)
* 1984 Love Has a Mind of Its Own (No. 70 R.U.)
* 1984 Supernatural Love (No. 75 EUA, No. 12 EUA Dance)
* 1984 There Goes My Baby (No. 21 EUA)
* 1987 Dinner with Gershwin (No. 48 EUA, No. 13 R.U., No. 1 EUA Dance)
* 1988 All Systems Go (No. 54 R.U.)
* 1989 Breakaway (No. 49 R.U., No. 31 EUA Hot Dance)
* 1989 Love’s About Change My Heart (No. 24 EUA, No. 20 R.U., No. 3 EUA Dance)
* 1989 When Love Takes Over You (No. 72 UK)
* 1989 This Time I Know It’s For Real (No. 7 US, No. 3 UK, No. 1 EUA Dance)
* 1989 I Don’t Wanna Get Hurt (No. 7 R.U.)
* 1991 When Love Cries (No.77 EUA)
* 1991 Work That Magic (No. 74 R.U.)
* 1994 Melody of Love (No. ‘1 EUA Hot Dance, No. 21 R.U.)
* 1994 Any Way At All
* 1995 I Feel Love (remix) (No. 8 R.U., No. 9 EUA Dance)
* 1996 State Of Independence (remix) (No. 13 R.U.)
* 1997 Carry On (No. 65 R.U., No. 25 EUA Hot Dance)
* 1999 I Will Go With You (No. 79 EUA, No. 44 R.U., No. ‘1 EUA Dance)
* 1999 Love Is the Healer (No. 1 EUA Hot Dance)
* 2000 The Power of One (No. 2 EUA Hot Dance)
* 2004 Dream-A-Lot’s Theme (No. 20 EUA Hot Dance)
* 2004 You’re So Beautiful (Ultimate Mix) (No. 5 EUA Hot Dance)
* 2005 I Got Your Love (No. 4 EUA Hot Dance)
* 2006  Power Of Love
* 2008  I´m A Fire, Stamp Your Feet, Fame The Game (NO. 1 EUA Hot Dance Billboard)
* 2010 To Paris With Love ( No.1 EUA Hot Dance Billboard)

Donna Summer - Walk Away (The Best Of Donna Summer 1977 - 1980) Full Album




segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Citação: Donna Summer/Donna Summer Sacramento Observer , 30 out 2003


"Eu cresci em Boston, em uma situação muito interessante. Meu pai ouvia Sinatra, Nat Cole, Bessie Smith, Billie Holiday e um monte de jazz. Meu irmão mais velho ouviu Dionne Warwick, Burt Bacharach e gênero. Que eu vim com rock 'n' roll e música country. Tudo isso estava acontecendo na minha casa. A forma como a minha mãe iria me fazer ir dormir era que ela iria me colocar no berço em frente à estação de música clássica. Isso me faria completamente pacífica. Ela sabia que havia alguma conexão entre mim e música. Às vezes acho que meu senso de melodia e capacidade de cantar foi afetado por tudo isso "

- Donna Summer Sacramento Observer , 30 out 2003

Donna - A Coleção de CD Box set, a gravação original remasterizado Donna Summer (Artist) Formato: CD de áudio



Compras pelo Site: http://www.myplaydirect.com/donna-summer-official/

domingo, 7 de setembro de 2014

DONNA SUMMER LETRAS Winter Melody


DONNA SUMMER LETRAS

Winter Melody

Donna Summer - Canção do álbum Four Seasons Of Love /1977

"Winter Melody" is track #3 on the album Four Seasons Of Love. It was written by Moroder, Giorgio / Bellotte, Pete / Summer, Donna.

Emptiness and just a memory
Love is gone with nothing left for me
All these wasted feelings and something I no longer have
I never knew that love could hurt so bad

Winter melody, winter melody, winter melody
Play for me, just for me
'Cause he's not coming home and I'm here alone
On my own

I can't bear to see the sun go down
Casting stormy shadows all around
Nothing seems to matter, I just get by from day to day
I never thought that you would leave this way

Winter melody, winter melody, winter melody
Play for me, just for me
'Cause he's not coming home and I'm here alone
On my own

Winter melody
Play for me, just for me
'Cause he's not coming home and I'm here alone
On my own

Loneliness, that's all that's left for me
Happiness is chilled by winters breeze
And I keep on remembering the day that you came along
And since you left, well I just sing the song

Winter melody, winter melody, winter melody
Play for me, just for me
'Cause he's not coming home and I'm here alone
On my own

compositores
MORODER, GIORGIO / BELLOTTE, PETE / SUMMER, DONNA

Published by
Lyrics © Warner/Chappell Music, Inc.



Read more: Donna Summer - Winter Melody Lyrics | MetroLyrics

Donna Summer - Last Dance

GONE BUT NOT FORGOTTEN TOUR. MUSICAL An Evening With Donna Summer - Performed By Rainere Martin With Special Guest Barry White Performed By Jourdan Carroll

.The Donna Summer Experience - Performed By Rainere Martin. The Donna Summer Experience - Performed By Rainere Martin. A saudade deixada por Donna Summer dos tempos áureos da Disco music e a sua morte prematura em 2012, está sendo revivida agora pela atriz e cantora Rainere Martin que interpreta Donna Summer em seu grande musical. Um show imperdível para aqueles que tem saudades da Diva Donna Summer.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Donna - The CD Collection Box set, Original recording remastered









Donna - The CD Collection Box set, Original recording remastered
Donna Summer (Artista)  Formato: Audio CD

Detalhes do produto
CD de Áudio (1 de dezembro de 2014)
Número de discos: 7
Formato: Box set, gravação original remasterizada
GRAVADORA: Driven By The Music
ASIN: B00N0FN93M


Este caixa contém todos os cds acima da Diva que até então estavam fora de catalago - essa é a chance de todos os fãs de Donna Summer completarem a sua coleção de cds. Já que a maior parte dos fãs tem sua coleção pessoal em vinil, Donna - The CD Collection Box set, Original recording remastered.

SEMANA DISCO MUSIC / Donna Summer Love To Love You Baby original long version (Disco 70s)

Donna Summer REVIVAL- MacArthur Park Suite (Original Version) Casablanca Record...

Donna Summer - Forgive Me

Discography Donna Summer

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

A atriz Deborah Secco dá um show de simpatia nos bastidores, e é a preferida da novela Boogie Oogie!

Deborah Secco é a preferida da novela Boogie Oogie
O carisma e simpatia de Deborah Secco fizeram da atriz a preferida da novela Boogie Oogie. Segundo o Extra, a loira é bastante elogiada nos bastidores da produção, e sempre dá um show de simpatia por onde passa. Ela se tornou uma espécie de promoter do elenco e da técnica, organizando festas e comemorações para unir o pessoal envolvido na trama.
Deborah, inclusive, não se importa em gastar com os eventos, tudo para brindar o sucesso que Boogie Oogie tem feito ultimamente.
Destaque como a aeromoça Inês na novela, a atriz já havia se aproximado de Alessandra Negrini – com quem mais atua no folhetim – bem antes das gravações. Ela também não poupa elogios ao veterano Francisco Cuoco, que interpreta seu pai na história.

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Emocionada, Beyoncé rouba a cena no "MTV Video Music Awards 2014"; veja a lista de vencedores

Por FAMOSIDADES

SÃO PAULO - Diversos famosos se reuniram na Califórnia, nos Estados Unidos, para a edição 2014 do 'MTV Video Music Awards', realizado na noite do último domingo (24), mas não teve jeito. Como esperado, o evento foi mesmo de Beyoncé, homenageada com o Prêmio Vanguarda Michael Jackson.

A cantora realizou a última apresentação da noite, que durou nada menos do que 15 minutos e teve um medley de todas as músicas presentes em seu último álbum, lançado em dezembro do ano passado. E, claro, muita sensualidade no palco e uma plateia empolgadíssima com a presença da artista no palco.

Contrariando boatos de que seu casamento estaria em crise, Bey contou com a presença ilustre do marido, o rapper Jay Z, na plateia. Ele estava com a filha do casal, Blue Ivy no colo, e não tirou os olhos da amada durante a apresentação. Foi ele, aliás, quem entregou o troféu à beldade.

Emocionada, Beyoncé chorou e fez questão de beijar o amado e a herdeira antes de seu discurso de agradecimento. Ela destacou a importância de seus fãs em sua jornada, já que eles a transformaram em uma das maiores divas do cenário pop.

Miley Cyrus também foi destaque no evento. A cantora recebeu o prêmio mais importante do evento, o de Vídeo do Ano, e não chamou atenção com figurinos inusitados ou performances estranhas. Ela simplesmente não foi ao palco aceitar seu troféu e mandou um amigo no lugar.

O rapaz, identificado como Jesse pela artista, utilizou o tempo de discurso para chamar atenção para o projeto social 'My Friend's Place', que tenta diminuir o estado de vulnerabilidade de crianças e jovens desabrigados nos Estados Unidos. Assim que ele terminou, Miley foi flagrada chorando, emocionada.

Nas redes sociais, o evento foi bastante comentado, mas muitos internautas sentiram falta das cenas polêmicas da edição do ano passado - quando a mesma Miley, por exemplo, fez uma dança para lá de sensual com Robin Thicke.

Confira a lista de vencedores:

Vídeo do Ano: 'Wrecking Ball' - Miley Cyrus
Melhor Vídeo Pop: 'Problem' - Ariana Grande feat. Iggy Azalea
Melhor Vídeo Rock: 'Royals' - Lorde
Melhor Vídeo Hip-Hop: 'Hold On (We're Going Home)' - Drake feat. Majid Jordan
Melhor Vídeo Feminino: 'Dark Horse' - Katy Perry feat. Juicy J.
Melhor Vídeo Masculino: 'Sing' - Ed Sheeran feat. Pharrell Williams
Artista Revelação: 'Miss Moving On' - Fifth Harmony
Prêmio Clubland: 'Stay the Night' - Zeed feat. Hayley Williams

domingo, 24 de agosto de 2014

Men, Women & Children - Teaser Trailer. Com trilha sonora I Feel Love de Donna Summer este filme estréia esta semana no Festival de Cinema de Toronto. A versão do clássico de Donna não foi muito aceita por alguns fãs mais exigentes.

Magnata do rap é ferido em tiroteiro em festa de Chris Brown

Magnata do rap é ferido em tiroteiro em festa de Chris Brown
Do UOL, em São Paulo* 24/08/2014

Chad Buchanan/Getty Images for Moet USA
O rapper e produtor Suge Knight em festa em um clube noturno em Las Vegas (17/2/2007)

O magnata do rap Marion "Suge" Knight, de 49 anos, foi ferido em um tiroteiro na madrugada deste domingo (24) em uma casa noturna de Los Angeles. Segundo informações da agência AP, médicos esperam que o empresário sobreviva.

De acordo com o site Mail Online, a festa era oferecida pelo rapper Chris Brown, que é um dos concorrentes do VMA, premiação da MTV que ocorre neste domingo na Califórnia. Ele foi indicado na categoria Melhor Colaboração por sua parceria com Lil Wayne & Tyga na música "Loyal".

Em um vídeo publicado no Instagram de uma pessoa que estava na festa , é possível ver um homem que seria Chris Brown subindo em um balcão durante a confusão e sendo repreendido por um funcionário da casa, que ordena que ele desça.

Um comandante do Departamento de Xerife de Los Angeles informou que outras duas pessoas - um homem e uma mulher - também foram atingidas dentro do 1 Oak Club por volta da 1h30 da manhã.

Autoridades informaram que a casa noturna estava lotada àquela hora e que o suspeito ainda está sendo procurado.

É a segunda vez que Marion "Suge" Knight, fundador da Death Row Records, leva um tiro em uma festa de 'esquenta' para o VMA. Em 2005, ele também foi alvejado em uma 'pré-festa' em Miami.

* Com informações da AP

domingo, 10 de agosto de 2014

Sevyn Streeter A Diva do momento.


Chay Suede vira sensação nacional, mas diz que não está ficando com ninguém: ‘Não tenho tempo’






http://extra.globo.com/

   
Chay Suede vira sensação nacional, mas diz que não está ficando com ninguém: ‘Não tenho tempo’

Luiza Souto

Chay Suede nunca pensou em ir à Califórnia (EUA) nem ser artista de cinema, mas sabia que sua estrela já brilhava forte em algum plano. Ao participar do reality musical “Ídolos”, em 2001, entrou na sala de audição com uma segurança incomum a um menino de 17 anos, tocando sua gaita, e avisou através dos versos de Lulu Santos e Nelson Motta: “O meu destino é ser star” . Saiu apenas em quarto lugar do programa, mas já com contrato para fazer a novela “Rebelde” e centenas de fãs adolescentes loucas por aquele par de olhos hipnotizantes, que vez ou outra deixa o seu entorno em profundo silêncio. Mas foi após interpretar o protagonista José Alfredo, nos primeiros capítulos de “Império”, que o capixaba caiu de vez nos braços do povo e passou a ser reconhecido por onde passa.
Gastei muito com roupa, comida, festa, carro, moto...
Chay Suede
— “O meu destino é ser star”... Nunca parei para pensar nisso. Engraçado que, na primeira vez que apareci na TV, estava segurando uma placa escrito “Ídolos” e gritando “eu vou ser o novo ídolo do Brasil”. Dá para perceber que estava morrendo de vergonha. Era muito tímido e tive que repetir várias vezes. Pensei: “que frase pretensiosa”. Em seguida cantei isso. Foi coincidência — conclui Roobertchay Domingues da Rocha Filho, Chay desde criança e Suede a partir do reality show, em homenagem ao filme “Johnny Suede”, com Brad Pitt.
Chay Suede vira sensação nacional, mas diz que não está ficando com ninguém: 'Não tenho tempo'
O ator-cantor ainda se sente surpreso com a repercussão de seu último papel:
— Não imaginava esse sucesso, numa novela das nove, com um personagem aceito pelo Brasil como há muito não se via nas novelas. Nem no meu melhor sonho projetei isso.

Após os quatro capítulos em que ficou no ar, a agenda do moço precisou de reforço. Com um disco para gravar, dois filmes já rodados, dois por fazer e mais dois a serem estudados para depois de gravar “Babilônia”, novela que substituirá “Império”, as cerca de três horas dormidas por noite são compensadas pelo reconhecimento.
— Está muito corrido, mas gostoso. São, no mínimo, três compromissos de trabalho por dia. Tenho feito coisas que nunca fiz, falado com veículos que nunca me entrevistaram, conhecendo pessoas e lugares. É uma descoberta constante no meio da correria — empolga-se o músico e ator, procurando em seu celular a melhor trilha sonora para embalar a sessão de fotos e a entrevista: — Coloquei Paul McCartney e agora vou de Rosetta Howard em uma coletânea de blues que tenho.
Moro num apartamento alugado, mas quero ver se até o fim do ano compro alguma coisa
Chay Suede
Morando atualmente no Jardins, região nobre de São Paulo, Chay já faz planos para ter seu primeiro imóvel com o retorno dos trabalhos, e lista as conquistas que obteve com o dinheiro que vem ganhando.
— Gastei muito com roupa, comida, festa, carro, moto... E dei muito. Não tenho o menor apego com grana. Está precisando? Toma! Moro num apartamento alugado, mas quero ver se até o fim do ano compro alguma coisa, talvez esse mesmo. Sempre penso que meu imóvel será em São Paulo, mas quero também comprar uma chácara ou uma casa grande aqui no Rio, em Vargem Grande (Zona Oeste). Aí tem que ter mais dinheiro — reflete.
Hérica Godoy, de 41 anos, é quem ajuda o primogênito a afinar sua vida pessoal.
Com 15 anos, ele teve que estudar em escola pública porque as coisas apertaram mais.
Hérica Godoy
— Até pouco antes do “Ídolos” eu vendia carros. Hoje o dinheiro que recebo vem dele. Ele é meu patrão! — brinca a mãe, que muda o tom da voz ao lembrar dos tempos difíceis: — Passamos dificuldade, mas nunca necessidade. Com 15 anos, ele teve que estudar em escola pública porque as coisas apertaram mais.
O pai, Roobertchay Rocha, de 44 anos, também se mostra zeloso com as finanças do herdeiro:
— Certa vez, um amigo em comum estava desempregado e precisava de R$ 12 mil para não perder o apartamento que morava. Chay ajudou na hora. Mas agora puxo mais a orelha dele. Ele tem que investir num imóvel.
Entre uma declaração apaixonada pelo filho e outra, o promotor de eventos ri quando lembra que casou com a mãe do ator por causa do nome e jura nunca ter tido qualquer problema com o dialeto inventado pelo pai, Salivaríamos de Paula Rocha, em que Roobertchay significa rocha.
Sempre fui muito comportado em casa. Nunca dei trabalho à minha mãe
Chay Suede
— Com 17 anos, estava de olho numa menina e, quando falei meu nome, a amiga dela, a Hérica, disse que, se um dia se casasse, colocaria o meu nome no filho. E casou com o próprio! Furou o olho da amiga! — brinca o grande parceiro de Chay, lembrando do melhor presente que já recebeu num Dia dos Pais: — Sem dúvida foi ele, meu primeiro filho! Eu estava louco para ser pai! Este dia é sempre uma festa, porque faço aniversário 17 de agosto, então sempre comemoramos juntos. Ele me mandava cartinhas, fazia declarações. Até hoje me liga para dizer que sou a pessoa mais importante da vida dele.
Hérica separou-se do pai de Chay quando o menino tinha 8 anos e seu irmão, Henrique, 6. Casou-se novamente e, deste relacionamento, teve Anelise, de 8 anos. Já o pai teve ainda Guilherme, de 10, Luiza, de 8, e Maria de 5.
— Eu não tinha nem 20 anos quando o Chay nasceu. Era meu sonho ser mãe e parei de tomar remédio com dois meses de casada. Cheguei a sofrer um aborto antes dele. Então, pense numa criança totalmente paparicada, amada. E ainda era o primeiro neto na minha família!

Nada de rebelde
Com jeito doce, porém firme, de falar, Chay enfatiza que nunca falou palavrão na frente dos pais e que ficção e realidade não se encontram na mesma melodia.
— Sempre fui muito comportado em casa. Nunca dei trabalho à minha mãe. “Não” era “não”. Nunca disse um “merda” ou “droga”. Mas na escola era mais bagunceiro. Minha mãe era chamada todo mês. Não gostava de estudar, mas no fim tirava nota boa.
Hérica valida a posição do filho, mas não deixa escapar o dia em que Chay teria cometido sua maior rebeldia:
— Com 15 anos, ele estava começando a sair e um dia chegou em casa e não falou nada. E ele sempre conversava comigo! Entrei no quarto, o mandei abrir a boca e senti cheiro de cerveja. Confesso que a bronca foi exagerada, mas era para ele aprender.
Acho que a gente não pode ser banana e bunda mole nessa vida
Chay Suede
Durante as gravações de “Rebelde” e dos shows do grupo Rebeldes, formado pelos protagonistas da novela, uma reportagem na internet adotou o nome do folhetim como uma característica de Chay. O então menino cogitou desistir de tudo, mas mostrou a persistência que carrega do pai e do avô.
— Nunca dei problema de bastidor. Escreveram num blog que eu queria um camarim exclusivo para mim. Em 2010 não sabia como era camarim e jamais ia pedir em nenhum momento da minha vida. Chorei. Tinha acabado de chegar no Rio, com 18 anos. Quis ir embora. Aí disseram que puxei faca para o diretor (Daniel Ghivelder). Isso é grave. E ele é amigo meu. Tivemos uma discussão, mais para conversa. Fiquei muito estressado, mas estou feliz porque agora, com “Império”, só saíram coisas positivas. Tenho certeza de que o grande público não faz ideia que um dia fui tratado como um rebelde.
Impressão de indomável desfeita, descortina-se um Chay mais impositivo.
— Sou o ser mais pacato do mundo. Mas acho que a gente não pode ser banana e bunda mole nessa vida. As pessoas acham que a gente não escuta, não sente, que nada nos afeta. A gente é gente, com carne de verdade! Se algum momento busquei satisfação com jornalista que falou algo de mim é porque acho que qualquer pessoa faria isso — diz, batendo a mão no braço, mostrando as veias, e os pés no chão.
Solto no mundo
Solteiro após terminar um relacionamento de três anos com a também atriz e cantora Manu Gavassi (antes ele se relacionou com Sophia Abraão), Chay diz que não sente falta de uma companheira. Nega estar namorando a atriz Laura Neiva (a Betina de “O rebu”), apontada como um novo affair, e diz o que o faria dedilhar a mais bela canção em seu violão.
— Não estou namorando nem pegando. Estou trabalhando muito. Não é porque não quero. Não tenho tempo! Essa é a primeira vez que estou solteiro depois de ter feito alguma coisa na TV. Estou gostando porque consigo me dedicar aos afazeres. Está bom como está. Não estou sentindo falta — frisa o ator, que não exige grandes feitos na hora da conquista: — É só dar um sorriso bonito e me esperar!

Admirador de lábios carnudos, Chay não se intimida ao afirmar que é namorador. Lembra que, afinal, só tem 22 anos! Traumatizado com o primeiro beijo, denuncia, porém, dificuldade inicial com as mulheres.
— Perdi o “BV” (boca virgem, na linguagem dos adolescentes) com 11 anos. A menina me agarrou! Ela tinha 15 e se apaixonou por mim, não sei como. Disse para meu pai que estava querendo dar uns beijos nela. Na hora, gelei. E ela veio com tudo. Foi meio assustador. Era muito intenso. Fui beijar de novo só um ano depois e aí gostei muito — sorri malandramente: — Mas minha primeira vez foi ótima. Deu tudo certo. Foi com 14 anos.
Hérica ri da história, mas garante que os primeiros acordes do filho começaram bem antes disso:
— Quando o Chay tinha 2 anos estávamos na casa de uns amigos. Era Copa do Mundo de 94. Num determinado momento começamos a procurar a filhinha do casal e percebemos que Chayzinho tinha sumido também. Quando vimos, os dois estavam embaixo da bandeira do Brasil se beijando. Ele é muito precoce. Na festa de aniversário de 1 ano ele recebia os presentes e respondia com “obligada”.
No embalo das lembranças, a empresária narra um sufoco que seu filho passou aos 17 anos por conta de suas aventuras amorosas:
— Uma namoradinha desconfiou que estava grávida e ele não queria me contar. Sem dinheiro para comprar o teste de farmácia, ele e um amigo se fantasiaram de personagem de cinema. Estava tendo uma mostra de filmes na Ufes (Universidade Federal do Espírito Santo) e eles foram para o sinal pedir dinheiro para o evento. Compraram o teste e, graças a Deus, deu negativo! Gostaria muito de ser avó, mas aguento mais cinco ou seis anos!
Acostumado às investidas de meninas mais novas, agora Chay acha graça do assédio de um público, digamos, mais experiente, após “Império”.
— Uma coroa uma vez disse “Oh, Zé, tem uma mina lá na minha cama” — conta, meio que impactado com o atrevimento: — E um amigo meu chegou e disse: “Você reacendeu o fogo da minha avó”. É uma honra!
Colaborou: Carla Bittencourt
Agradecimento: Hotel Casa Beludi


Leia mais: http://extra.globo.com/tv-e-lazer/chay-suede-vira-sensacao-nacional-mas-diz-que-nao-esta-ficando-com-ninguem-nao-tenho-tempo-rv1-1-13528182.html#ixzz3A0r9RNeT

sábado, 9 de agosto de 2014

Donna Summer - I Feel Love (Ultrafunk Techno Remix)

Donna Summer - Four Seasons of Love (full album) / Este é o álbum da Donna Summer que a personagem de Ísis Valverde, Sandra pegava quando lembrava do seu noivo na novela Boogie Oogie.Era comum nessa época todo jovem principalmente rapazes terem discos da Primeira dama do amor, título recebido por Donna Summer logo no início de sua carreira. Este disco é do ano de 1976.

Conheça os 15 discos que fracassaram em 2014

Conheça os 15 discos que fracassaram em 2014
Mariah Carey, Jennifer Lopez e Lea Michele aparecem na lista de álbuns que 'floparam' no mercado
O mês de agosto marca o início da temporada de vendas em baixa no mercado fonográfico americano, incluenciada pelo verão no hemisfério norte. Por conta disto, as gravadoras começaram a guardar os grandes lançamentos para o final de outubro e novembro, quando a época de festas se aproxima e as vendas voltam a aumentar. Então, agora é hora de fazer um balanço. O site Oh! No They Didn't listou os 15 discos lançados em 2014 que decepcionaram em vendas ou, como os fãs de música pop costuma dizer, eles floparam, fracassaram. Veja a lista:

Robin Thicke - Paula
O sétimo álbum da carreira do cantor, que estourou no ano passado com Bluerred Lines, ficou apenas uma semana no Top40 dos discos mais vendidos e depois desapareceu. O disco recebeu o nome da ex-mulher de Robin, que resolveu homenageá-la na esperança de conseguir uma segunda chance. Nem isso ele conseguiu, tadinho.

Jennifer Lopez - A.K.A.
O oito álbum de Jennifer vendeu apenas 33 mil cópias na primeira semana, tornando-se a pior venda de estreia da cantora. O número foi mais baixo que o disco em espanhol que ela lançou em 2007, o Como Ama Una Mujer. Além disso, o álbum não emplacou nenhum hit até agora.

Mariah Carey - Me. I Am Mariah…The Elusive Chanteuse
O décimo primeiro álbum da diva vendeu apenas 58 mil cópias e também se tornou a pior estreia da cantora desde que ela começou a trabalhar com a gravadora Nielsen SoundScan, em 1991. Ah, Mariah demitiu o empresário recentemente por conta do fracasso do álbum.

Lea Michele - Louder
A expectativa para a estreia de Lea Michele era grande, mas Louder ficou apenas duas semanas no Top40. O single Cannonball alcançou apenas a 75ª posição dos charts.

Hunter Hayes - Storyline
Apesar de ter passado duas semanas no Top 10, o álbum desapareceu por falta de um grande hit.

50 Cent - Animal Ambition: An Untamed Desire to Win
O desejo do rapper era de 'vencer', mas o disco venceu apenas 37 mil cópias na primeira semana.

Foster the People - Supermodel
A banda não conseguiu repetir o sucesso de Pumped Up Kicks e passou longe do Hot 100 de hits. O álbum ficou apenas duas semanas no Top40.

Candice Glover - Music Speaks
A última vencedora do American Idol não conseguiu nenhum hit e ficou apenas duas semanas no Top40.

Phillip Phillips - Behind the Light
Apesar do sucesso do outro disco, o cantor ficou apenas duas semanas no Top20 e o single Raging Fire chegou apenas no 58º lugar do Hot100.

Santana - Corazon
O 22º álbum do músico marcava seu grande retorno à música, mas ficou quatro semanas no Top40 e sumiu.

Tessanne Chin - Count on My Love
A vencedora do último The Voice estreou o álbum em 41º lugar e, na semana seguinte, caiu para 197º.

Linkin Park -The Hunting Party
O sexto álbum da banda vendeu 110 mil, meno da metade que o quinto álbum de estúdio vendeu na primeira semana. O disco estreou em 3º, quebrando o ciclo de quatro álbuns consecutivos em primeiro lugar.

The Fray - Helios
O disco passou apenas uma semana no Top40 e não teve nenhum hit.

Jennifer Nettles - That Girl
O primeiro álbum solo da Sugarland era esperado por muitos fãs de música country, mas ela passou longe do sucesso de Taylor Swift, Carrie Underwood e Miranda Lambert.

Marsha Ambrosius - Friends & Lovers
O álbum estreou em 12º lugar e depois despencou para 45º lugar. O disco anterior tinha alcançado o 2º lugar.

http://caras.uol.com.br/

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Sevyn Streeter álbum Call Me Crazy




Canções do álbum  Call Me Crazy

01 Come On Over
02 It Won’t Stop (feat. Chris Brown)
03 Sex On The Ceiling
04 Call Me Crazy
05 BANS
06 Shattered
07 nEXT

Sevyn Streeter ex - Rich Girl agora desponta com um novo álbum Call Me Crazy, aclamado pela crítica esta jovem cantora tem tudo para ser a nova Diva da América. Como cantora. compositora e bailarina, Sevyn tem conquistado uma legião de fãs que estão fascinados com o seu estilo musical que é uma mistura de Rihanna e Beyoncé. Comparações a parte Sevyn quer mesmo mostrar aos seus fãs que tem um estilo próprio e que pode até tirar o pódio das duas grandes divas do R&b /Hip-Hop. A garota é talentosa e carísmática apesar de ser uma adepta da saudosa Aaliyah e de outras divas, ela lembra mesmo a ousadia musical  e a sensualidade estonteante da grande diva disco  Donna Summer no início de sua carreira. Para quem não sabe Sevyn já compôs canções para grandes artistas  como:  Chris Brown, Brandy, Kelly Rowland, Alicia Keys, Fantasia Barrino, Ariana Grande, Trey Songz, Estelle and Tamar Braxton entre outros. Com esta genialidade e capacidade vocal Sevyn desponta como a nova promessa da música pop norte-americana e que tem tudo para conquistar o mundo com suas belas canções. Alarcon